AUTOCOMPAIXÃO: A SOLUÇÃO PARA TODOS OS NOSSOS PROBLEMAS.

Quando estamos deprimidos, baixamos nossa autoestima e começamos a nos sentir mal, pensamos que somos incapazes, inúteis e que não somos amados.

Afinal, nosso valor deve ser determinado por nós, pela nossa autoestima.

http://qualymixx.blogspot.com/2014/02/a-caminho-do-crescimento-pessoal.html

Somos nós que colocamos valores em todos e diferentes aspectos de nossas vidas, somos nós que determinamos quais áreas são mais importantes, somos nós que tomamos nossas próprias decisões e somos nós que decidimos onde somos fortes ou fracos.

Temos que ser confiantes em nossos talentos e habilidades, ou campo de estudo e o MAIS importante, TEMOS que nos conhecer, temos que SABER do que gostamos, o que queremos e quais são as nossas facilidades ou curiosidade.

Temos muita pressão.

Foque, não é porque nos comparamos constantemente que somos melhores ou piores, somos todos estrelas no que fazemos, cada um com suas respectivas peculiaridades.

O mais importante, não podemos deixar que o mundo exterior determine nosso valor.

DEVEMOS nos valorizar de dentro para fora.

Nos comparar, ou comparar nossas conquistas com os outros é inevitável, contudo, não é sustentável.

Há estudos que comprovam que o próprio bullying é causado pelo processo do excesso de autoestima.

A super autoestima pode nos levar ao narcisismo ou mesmo a depressão.

NENHUMA pessoa no mundo é perfeita em todas as coisas.

Todos temos diferentes forças e fraquezas.

Ao nos compararmos, devemos olhar como oportunidade de aprendizado sob novas perspectivas.

É logicamente impossível que a gente esteja acima da média o tempo todo, então estamos basicamente nos atirando em um poço frio e escuro.

O que pode machucar, e muito.

Talvez alguém faça melhor que eu.

Devo aceitar ou me desesperar?

Já percebeu que a autoestima está disponível apenas nos casos de sucesso? E quando falhamos ela nos abandona? Pense comigo, a autoestima nos abandona exatamente quando ela se faz mais necessária.

Algumas pessoas acreditam que os danos da instabilidade de autoestima são devastadores.

Então o que é autocompaixão? Como ela pode nos ajudar mais que a autoestima?

Isso significa que devemos nos tratar da mesma forma que nossos pais nos tratariam, com carinho, cuidado, mas também com broncas e lições.

Da mesma forma que os que nos amam nos tratam, zelando pela nosso aprendizado.

Um componente é o autocuidado, mas também um reconhecimento que somos humanos, imperfeitos, sujeitos a falhas.

Às vezes, quando falhamos, reagimos como se algo tivesse dado errado, isso não deveria acontecer

“EU NÃO DEVERIA TER FALHADO. EU NÃO DEVERIA TER FALHADO”

E esse sentimento de que a falha não deveria ter acontecido como se a vida dos demais estivesse completamente perfeita, sem problemas é o tipo de pensamento que nos causa um sofrimento adicional.

Quando falhamos, nos sentimos isolados, separados do resto da humanidade, como se fôssemos os únicos que falhassem.

Assim, quando temos autocompaixão, quando falhamos, não nos sentimos miseráveis e sim compreendemos que errar, realmente é humano, apesar de clichê.

Esse pensamento muda radicalmente como nos relacionamos com as falhas e as dificuldades.

Quando falamos:

“Isso é normal, faz parte do que é SER humano”

Abre-se uma porta que se expande pela experiência, pelo próprio sofrimento ou falha.

Autocompaixão provoca um senso de valor próprio que não é vinculada ao narcisismo e comparações que a autoestima pode provocar.

“Narciso acha feio tudo que não é espelho”

Também não é possível de ser medida já que a auto compaixão não nos abandona quando falhamos.  

O senso de auto valor que vem através da auto compaixão é mais estável através do tempo do que o senso de auto valor que vem através do nosso próprio julgamento positivo.

Pessoas com auto compaixão tem menos medo de falhar.

Basicamente, a auto compaixão cria um ambiente mais propício para que possamos tentar de novo e sem culpa. Que é seguro falhar

Como consequência, ficamos mais confiantes.

Apesar de muitas pessoas pensarem que auto compaixão é fraqueza. Não é.

A autocompaixão nos ajuda a sermos mais motivados, a sermos mais responsáveis. Nos leva a termos melhores relacionamentos.

O sistema de compaixão fisiológica é acionado pelos três principais gatilhos, que é calor físico, toque suave e vocalizações suaves (o som ahhh), então é incrível o que você pode fazer com um gesto

Colocando as mãos no coração, ou algo que seja favorável a você. O que acontece é que a sua fisiologia se acalma e o sistema de cuidado é ativado e ajuda a facilitar a conversa consigo mesmo de maneira mais gentil. Eu sempre digo às pessoas, sim, é delicado, mas não a subestime porque somos mamíferos no final do dia.” (Kristin Neff)

Temos que reconhecer que cometemos erros.

Quando aceitamos e praticamos a autocompaixão nos curamos e seguimos em frente com maior eficácia, menos culpa e menos dor.

https://www.theatlantic.com/health/archive/2016/05/why-self-compassion-works-better-than-self-esteem/481473/?fbclid=IwAR1SjnO3mQq5pl2Ywg2iVIUnkh4_5KbhUGZpsKu1xjqarTUUd_5e6a8lLa4

Deixe uma resposta